SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25 de janeiro de 1930
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.
Esquadrão de Aço (30-35), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09).
Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP. CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

domingo, 23 de janeiro de 2011

7 de janeiro: dia de gala no Calendário Tricolor

Grandes ícones da história são-paulina nasceram em 07 de janeiro!

Ana Luiza Rosa e Michael Serra para o Site oficial - 7/1/2011

Como mostra o Calendário Tricolor, sete de janeiro é uma data tão são-paulina que deveria ser considerada um feriado tricolor! Afinal, o sétimo dia do ano marcou, ao longo do tempo, o nascimento de três grandes ícones da vitoriosa saga são-paulina: Cícero Pompeu de Toledo (1910), Joreca (1904) e Roberto Dias (1943). O presidente de honra do Tricolor, por exemplo, completaria hoje 101 anos de vida.

Você sabe qual foi a importância desse trio para o São Paulo? Conheça um pouco de cada um abaixo, e comemore a data!


Cícero Pompeu de Toledo

Segundo presidente que mais tempo esteve à frente do clube (entre 1947 e 1958, atrás apenas de Laudo Natel), Cícero Pompeu é considerado o presidente de honra do São Paulo Futebol Clube - e, portanto, eterno presidente do Tricolor - como reconhecimento à sua imensa contribuição para que o sonho de construção de um estádio particular se tornasse realidade.

Cícero Pompeu de Toledo ingressou no São Paulo Futebol Clube em 1939. De 1944 a 1946 assumiu o cargo de Secretário da Diretoria. Sua gestão foi marcada por um significativo aumento do quadro social do clube, sendo reeleito de forma consecutiva até 1958, ano em que se afastou por motivos de saúde.

Em suas últimas gestões à frente do Tricolor formulou os projetos e conceitos que moldaram a construção do gigante Morumbi. Faleceu em 1959 sem a felicidade de ver a obra concluída. Em reconhecimento, o estádio foi batizado com o nome do abnegado dirigente!

Ficha técnica:

Cícero Pompeu de Toledo
Falecimento: 08/09/1959
Títulos conquistados: Campeonato Paulista de 1948, 1949, 1953 e 1957; Pequena Taça do Mundo (VEN) de 1955; Troféu Jarrito (MEX) de 1955; Torneio Roberto Gomes Pedroza de 1956



Roberto Dias

Prata da casa, Roberto Dias foi o maior ídolo tricolor da década de 60, símbolo de uma era de muito trabalho e pouco dinheiro. Era um marcador duro, mas leal, incapaz de fazer faltas violentas. Atuava com extrema desenvoltura tanto no meio-campo quanto na defesa.

Foi considerado por Pelé seu melhor marcador. O Rei do Futebol, aliás, acostumou-se a levar chapéus de Dias. Teve a carreira abreviada por problemas cardíacos que o levaram a parar de jogar aos 29 anos.

A ligação de Roberto Dias com o Tricolor continuou após o fim da carreira no futebol. O defensor também trabalhou com crianças no Centro de Orientação Desportiva (COD) na sede social do São Paulo Futebol Clube de 1989 até o fim de sua vida.

Ficha técnica:

Roberto Dias Branco
Falecimento: 26/09/2007, São Paulo (SP)
Jogos disputados: 527
Gols marcados: 76
Período de atuação: De junho de 1961 a setembro de 1973
Títulos conquistados: Campeão Paulista em 1970 e 1971



Joreca

Até o hoje o técnico com o melhor desempenho percentual de pontos ganhos na história do clube (72,87%) e o terceiro treinador que venceu mais títulos oficiais pelo São Paulo (três), Joreca, português de nascimento, consagrou-se no Brasil com a montagem do melhor time de sua época, o “Rolo Compressor”.

Sua maior façanha foi a conquista do Campeonato Paulista de 1946 de forma invicta - até hoje a única do Tricolor - foram 17 vitórias e três empates em 20 jogos.

Ficha técnica:

Jorge Gomes de Lima
Ficou à frente do São Paulo entre 16/05/1943 e 19/10/1947
Falecimento: 05/12/1949. São Paulo, Brasil
Títulos conquistados: Campeonato Paulista de 1943, 1945 e 1946
Curiosidade: O time-base invicto em 1946 foi: Gijo, Piolim e Renganeschi; Rui, Bauer e Noronha; Luizinho, Sastre, Leônidas, Remo e Teixeirinha



Tem alguma história pra contar sobre o dia de hoje?
Acesse http://www.calendariotricolor.com.br, deixe seu relato e faça parte da história são-paulina!


Fotos: Arquivo Histórico do São Paulo FC


Cícero Pompeu de Toledo e Frederico Menzen na tomada de posse do terreno do Morumbi em 1952


Embora fosse defensor, Dias mostrava sua classe dentro das quatro linhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grandes Taças