SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Inscritos Copa Sulamericana 2003

01 - GL - Rogério Ceni
02 - LD - Leonardo Moura
03 - ZG - Júlio Santos
04 - ZG - Jean
05 - VL - Adriano
06 - LE - Fabiano
07 - VL - Fábio Simplício
08 - MC - Souza
09 - AT - Luís Fabiano
10 - MC - Ricardinho
11 - ME - Gustavo Nery
12 - GL - Roger
13 - ZG - Diego Lugano
14 - LD - Tiago
15 - VL - Carlos Alberto
16 - VL - Alexandre
17 - AT - Rico
18 - MC - Marco Antônio
19 - AT - Diego Tardelli
20 - MC - Aílton
21 - AT - Kléber
22 - VL - Marcelo Gallo
23 - ZG - Edcarlos
24 - GL - Márcio
25 - LE - Fábio Santos

Substituição
24 - LD - Gabriel

Um comentário:

  1. Os três que vieram da Portuguesa Santista, pós disputa do Campeonato Paulista, Adriano (volante), Souza (meio-campista - lembro que ele marcou um gol de falta no Rogério Ceni) e o Rico (que já pertencia ao São Paulo FC) foram inscritos.

    Inclusive, este último marcou um dos gols contra o River Plate, na partida de volta, no Morumbi, na qual vencemos por 2 a 0. O outro tento foi marcado pelo Diego Tardelli (em chutaço de fora da área - um dos gols que eu mais gritei desde quando passei a acompanhar futebol com "religiosidade", em 1998).

    Lembro que na casa ao lado a minha, á época, funcionava uma pensão e, após o gol de Tardelli, gritei tanto que, depois, veio a revanche dos secadores. Assim que fomos eliminados nas penalidades, um filho-da-mãe, que morava em um quartinho na pensão ao lado, fez questão de retribuir os gritos, irônicos, lógico. Desgraçado.
    :-)

    ResponderExcluir

Grandes Taças