SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Corrida Internacional de São Silvestre

2 dos 3 brasileiros bicampeões da mais tradicional prova brasileira corriam pelo Tricolor

Do Site Oficial. Michael Serra - Arquivo Histórico - 31/12/2009

Como é notório, dos anos 40 aos anos 60 o Sao Paulo Futebol Clube possuiu um verdadeiro esquadrão no atletismo. Competidores de alto nível levaram o clube a um tetradecacampeonato seguido no Estadual (ou seja, 14 títulos) e um hexacampeonato no Troféu Brasil (sendo pentacampeão de forma consecutiva, tomando assim a posse definitiva daquele gigante troféu), e a dezenas de dezenas de outras competições nacionais e internacionais, culminando com a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1952, de Adhemar Ferreira da Silva e seus recordes mundiais no salto triplo, em 1952 e 1955 - desta vez nos Jogos Panamericanos.

Mas é bom lembrar de outra grande façanha do atletismo tricolor: ser o maior campeão da Corrida Internacional de São Silvestre, a mais tradicional e importante corrida do pedestrianismo nacional. Criada por Cásper Líbero, de A Gazeta, em 1925, tornou-se uma prova internacional em 1945.


PROVA INDIVIDUAL

Nos dois primeiros anos nesta nova categoria, um brasileiro sagrou-se vencedor. Posto isto, uma incrível sequência de vitórias de estrangeiros se manteve até a vitória, em 1980, de um novo brasileiro, enfim.

O curioso nesta história: os campeões antes e após jejum eram do São Paulo!

O fato quase seria apagado da história, não fosse alguns poucos registros em livros, jornais e revistas antigas, mas Sebastião Alves Monteiro era atleta do São Paulo FC quando de suas vitórias em 1945 e 1946.

Sebastião era o recordista brasileiro dos 10 mil metros, o que talvez justifique o bicampeonato naquela prova de, então, somente 7km. Fora também campeão sulamericano de cross country de 1947, além de inúmeras outras conquistas.

Nosso outro bicampeão (1980, 1985), José João da Silva, acabou com aquele incômodo jejum de maneira épica, em plena noite paulistana. José João relata que demorou cerca de um ano para compreender a façanha que alcançara. E poderia ter alçado muito mais, não fosse uma fratura no braço que o impediu de participar das duas provas seguintes. Em sua re-estréia, vice, perdendo para o campeão olímpico, o português Carlos Lopes.

Em 1985, a reafirmação de um herói, campeão em cima daquele que se tornaria, nos anos seguintes, tetracampeão da São Silvestre, Rolando Vera - equatoriano.

Anos depois, Marílson dos Santos também se consagraria bicampeão da Corrida. Nada mal 2 dos 3 bicampeões serem do SPFC, não?


COMPETIÇÃO COLETIVA

Não bastasse o São Paulo possuir quatro títulos individuais na São Silvestre, o clube também foi várias vezes campeão da disputa coletiva, entre clubes. Antigamente, grande maioria dos atletas que tomavam parte da prova eram federados à clubes, e não participantes independentes, como hoje (ou ainda filiados a pseudos-clubes, que na verdade são somente patrocinadores).

O São Paulo fora campeão da Corrida de São Silvestre, por equipes, em: 1942, 1943 (ambos ainda na fase nacional), 1948, 1954, 1955, 1956, 1957, 1960, 1963 e 1986.

Decacampeão.


Campeões da Fase Internacional
AnoAtletaPaísTempoDistância
1945Sebastião A. MonteiroBrasil21min54s7 Km
1946Sebastião A. MonteiroBrasil21min57s7 Km
1947Oscar MoreiraUruguai21min45s7 Km
1948Raul InostrozaChile22min18s7 Km
1949Viljo HeinoFinlândia22min45s7.3 Km
1950Lucien TheysBélgica22min37s7.3 Km
1951Erik KruczikyAlemanha22min26s7.3 Km
1952Franjo MihalicIugoslávia21min38s7.3 Km
1953Emil ZatopekChecoslováquia20min30s7.3 Km
1954Franjo MihalicIugoslávia23min7.3 Km
1955Kenneth NorrisGrã-Bretanha22min18s7.4 Km
1956Manoel FariaPortugal21min58s7.4 Km
1957Manoel FariaPortugal21min37s7.4 Km
1958Osvaldo SuarezArgentina21min40s7.4 Km
1959Osvaldo SuarezArgentina21min55s7.4 Km
1960Osvaldo SuarezArgentina22min2s17.4 Km
1961Martin HymanGrã-Bretanha21min24s7.4 Km
1962Hamoud AmeurFrança22min08s7.4 Km
1963Henry ClerckxBélgicaN/A7.4 Km
1964Gaston RoelantsBélgica21min37s7.4 Km
1965Gaston RoelantsBélgica21min20s7.4 Km
1966Alvaro Mejia FloresColômbia29min57s9.2 Km
1967Gaston RoelantsBélgica24min55s8.7 Km
1968Gaston RoelantsBélgica24min32s8.7 Km
1969Juan MartinezMéxico24min02s8.7 Km
1970Frank ShorterEUA24min27s8.9 Km
1971Rafael Tadeo PalomaresMéxico23min47s8.7 Km
1972Victor MoraColômbia23min24s8.7 Km
1973Victor MoraColômbia23min25s8.7 Km
1974Rafael Angel PerezCosta Rica23min58s8.9 Km
1975Victor MoraColômbia23min13s8.9 Km
1976Edmundo WarnkeChile23min50s8.9 Km
1977Domingo TibaduizaColômbia23min55s8.9 Km
1978Radhouane BousterFrança23min51s8.9 Km
1979Herb LindsayEUA23min26s8.9 Km
1980José João da SilvaBrasil23min40s8.9 Km
1981Victor MoraColômbia23min30s8.9 Km
1982Carlos LopesPortugal39min41s13.5 Km
1983João da MataBrasil37min39s12.6 Km
1984Carlos LopesPortugal36min43s12.6 Km
1985José João da SilvaBrasil36min48s12.6 Km
1986Rolando VeraEquador36min45s12.6 Km
1987Rolando VeraEquador39min02s13.0 Km
1988Rolando VeraEquador36min23s13.0 Km
1989Rolando VeraEquador36min45s13.0 Km
1990Arturo BarriosMéxico35min57s12.6 Km
1991Arturo BarriosMéxico44min47s15 Km
1992Simon ChemwoyoQuênia44min08s15 Km
1993Simon ChemwoyoQuênia43min20s15 Km
1994Ronaldo da CostaBrasil44min11s15 Km
1995Paul TergatQuênia43min12s15 Km
1996Paul TergatQuêniaN/A15 Km
1997Émerson Iser BemBrasil44min40s15 Km
1998Paul TergatQuênia44min47s15 Km
1999Paul TergatQuênia44min35s15 Km
2000Paul TergatQuênia43min57s15 Km
2001Tesfaye JifarEtiópia44min15s15 Km
2002Robert CheruiyotQuênia44min59s15 Km
2003Marílson dos SantosBrasil43min50s15 Km
2004Robert CheruiyotQuênia44min43s15 Km
2005Marílson dos SantosBrasil44min22s15 Km
2006Frank CaldeiraBrasil44min06s15 Km
2007Robert CheruiyotQuênia44min43s15 Km
2008James KipsangQuênia44min43s15 Km
2009James KipsangQuênia44min40s15 Km
Fontes:
Livro São Paulo Futebol Clube 1935-1980
Almanaque Sportivo, de Thomaz Mazzoni
Revista Tricolor, nº 2, de 1949

4 comentários:

  1. Ótima pesquisa. Algo a respeito da Travesia de SP a nado (praticada no Tietê quando ele não era tão poluído)?

    ResponderExcluir
  2. Oia, alguem que conhece essa travessia hehe.

    Só tivemos no maximo um vice-campeão dela. Merece postagem futura, se descobrir mais coisas.

    Abraços.

    P.s. Até amanha respondo tudo que ta pendente hehe, literalmente to tirando uma folga e só curtindo o fds hehehe

    ResponderExcluir
  3. Michael

    Na fase nacional(até 1944) o SPFC não tem nenhum campeão?

    ResponderExcluir
  4. Marcelo.. Aquele tri campeão era do SPFC. Só vim a descobrir isso ontem, justamente. Até parece brincadeira do destino ¬¬ ehehe.

    ResponderExcluir

Grandes Taças