SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25 de janeiro de 1930
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.
Esquadrão de Aço (30-35), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09).
Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP. CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Uma competição esquisita

Você alguma vez já viu por ai um campeonato em que um time joga somente uma vez, fora de casa, vence os anfitriões, e não é declarado o campeão? Mas sim vice? (!)

Esse torneio existiu: A Taça Santos. Fruto da criatividade do Santos Futebol Clube que, em meados de 1952, resolveu promover uma série de embates contra os clubes grandes da capital (São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Portuguesa.

A genialidade surge quando tomamos a tabela em mãos: Os clubes não jogariam entre si, mas sim, todos contra o Santos (mas hein?), em fins de semanas consecutivos. E assim ocorreu...

24/07/1952 Santos FC 2 x 0 A Portuguesa D;
30/07/1952 Santos FC 0 x 1 São Paulo FC;
10/08/1952 Santos FC 3 x 3 SC Corinthians P;
17/08/1952 Santos FC 0 x 0 SE Palmeiras.

Se estão se perguntando como, afinal de contas, declararam o campeão... Sim, é isso mesmo. O promotor do evento foi declarado campeão por ter vencido a Portuguesa por um gol a mais que a derrota que o São Paulo impôs a ele.

Um regulamento digno de anetoda portuguesa, e não praiana...

Bastou vencer bem a ''Lusinha'' e segurar o resultado contra os demais. Digamos que este foi o primeiro vice-campeonato invicto do São Paulo em sua história - outro surgiu depois, em 1972, no Camp. Paulista -, e com 100% de aproveitamento.

Fica ai a ficha do jogo:

30.07.1952 Taça Santos Futebol Clube
Santos (SP) Estádio Urbano Caldeira - Vila Belmiro
SANTOS Futebol Clube (SP) 0 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube (SP)

Escalação: Bertolucci; De Sordi e Mauro; Pé de Valsa, Ruy e Alfredo Ramos; Alcino, Gustavo Albella, Durval, Nicolás Moreno (Nenê) e Maurinho. Técnico: Vicente Feola

Gols: Alcino
Árbitro: Luís Cherubim da Silva Torres
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida
Renda: CR$136.460,00
Público: Desconhecido

Fontes: Almanaques do São Paulo, Corinthians e Palmeiras.
Blog História do Futebol, por Guilherme Nascimento.

6 comentários:

  1. Todos contra todos com pontos corridos não havia descido a serra ainda. Todos contra o Santos (e só contra o Santos!!!) com pontos corridos... ia ser difícil não dar Santos!

    Quem sabe essa grande idéia chega no Canindé?

    ResponderExcluir
  2. A Lusa era um time de bom índice técnico na época e venceu os Rio-SP de 1952 e 1955.

    ResponderExcluir
  3. Corinthians, bi-paulista, 1951-52.
    Palmeiras, campeão da Taça-Rio, 1951. Apesar de NÃO ser um Mundial, foi um título importante.
    São Paulo, campeão paulista de 1953.
    É... O Santos teve méritos, hehehehe...

    ResponderExcluir
  4. Vc encontra cada pérola rsrrsrsrsr
    abraços

    ResponderExcluir
  5. E o Poy (Rogério Ceni da época - não dava muita chance aos reservas), não jogou.

    ResponderExcluir

Grandes Taças