SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Tricolor Azulado? Olímpico Clube?

Quando uma coisa é para acontecer, acontece. O que tem de ser, será. Como também, algumas coisas nunca serão, jamais darão certo.

E o São Paulo Futebol Clube sabe bem disso, aprendeu antes mesmo de nascer.

1930

Nas negociações de fusão que deu origem ao clube, em 1930, inicialmente estava presente também um outro clube da região da Floresta: A Associação Athletica São Bento - na realidade, vizinha do AA das Palmeiras, na época.

Mas chegou dia 25 de janeiro, o dia escolhido para servir de berço ao Mais Querido, e na Hora H, a São Bento deu para trás...

Motivo? O clube já era muito endividado, e sabia que a AA das Palmeiras tinha saldo pior na praça que eles próprios. Acharam que seria roubada e deram no pé... Duvidaram que somente alguns ex-dirigentes e ex-jogadores do CA Paulistano dariam conta do recado.

Bem, eles seguiram mal das pernas, e o São Paulo FC foi campeão paulista de 1931. Eh... Azul não cairia bem mesmo.

Segue a vida...

1935

Já em 1935, após aquele episódio vergonhoso e vingativo de dirigentes que se acham proprietários do São Paulo "da Floresta" - e que o entregaram ao CR Tietê -, surgiu o Clube Atlético São Paulo. E lá veio a AA São Bento, em busca de uma segunda chance, atrás do CASP propondo uma fusão.

Dessa vez o São Paulo - mais preocupado com problemas internos, como resgatar a identidade do recém falecido - foi quem disse não.

No fim das contas, a São Bento, quase falida, se entregou a um velho conhecido, o CR Tietê (já chamado oficialmente na época de CR Tietê-São Paulo), no final de 1936.

Mas nasceu então o Maior de Todos, em 16 de dezembro de 1935. O São Paulo Futebol Clube. Mas ainda engatinhando não era tão grande assim. E em 1936 corria muito atrás de ao menos um local certo para treinar. Viu uma boa oportunidade ali num campinho na Moóca, de propriedade da Companhia Antárctica Paulista: Era o Estádio Antônio Alonso.

1936

Ah, mas o campo já era alugado a um clube, o Clube Atlético Paulista - que nesse emaranhado de fusões e associações, também surgiu de uma, da união do Sport Club Internacional, bicampeão paulista, com o pequeno time da cervejaria local, o Antárctica Futebol Clube.

Enfim. Propôs o São Paulo Futebol Clube ao pequeno CAP o seguinte: Vocês mudam seu nome para São Paulo OLÍMPICO Clube, e nós nos desligamos da Federação e passaremos a jogar sob uma mesma camisa ai no seu campinho. Que tal?

Ainda bem que disseram não...

Mas o São Paulo é o clube da fé, sempre persistente e perseverante. Suportou como do jeito que deu o início dos tempos até que surgiu uma chance. Seu primo bem próximo, o Estudantes de São Paulo (que nasceu do finado São Paulo-Pai) conseguiu o que o Tricolor Jr havia tentado e não obtido: fusão com o CA Paulista, e assim, o direito de uso do campo na Rua da Moóca. Passaram a se chamar Clube Atlético Estudantes Paulista (isso mesmo, sem concordância gramatical nenhuma, e isso porque eram estudantes...)

Só que, azar deles e sorte nossa, se endividaram e quase fecharam as portas após uma excursão pela América do Sul onde foram assaltados por empresários espertinhos.

1937 e 1938

E agora sim, sem saída, aceitaram em Setembro de 1938, a fusão com o São Paulo FC, que enfim, teve então um local para treinar e jogar, até a inauguração do Estádio Municipal do Pacaembu.

No fim das contas, como dito. O que tem de ser, será.

7 comentários:

  1. Que combinação feia aquela com uma parte do escudo em azul... haha ainda bem que não mudou NADA....

    ResponderExcluir
  2. Feia mesmo essa combinação com azul

    mas tenho que adimitir, o escudo do Club Athlético Paulistano e da Associação Athética São Bento são bem mais bonitos do que do próprio São Paulo...

    ResponderExcluir
  3. SPOC... uma Jornada nas Estrelas, hehe.

    ResponderExcluir
  4. tá louco caio?
    o escudo do SPFC é o mais belo do Brasil

    ResponderExcluir
  5. o caio aê viajou na maionese..........

    ResponderExcluir
  6. Caramba Michael, como vc sabe de tantas histórias bacanas dessas, ki por mais ki eu peskise, nunca axu nada em nenhum outro site ??

    ResponderExcluir
  7. Comprei virtualmente uma pá de jornais e revistas antigas. Digo, comprei escaneadas hehe.

    As fontes dessas, especificamente, são A Gazeta, e a Revista Arakan. Não to com as datas delas certinhas aqui agora. Mas precisando, só dizer que procuro depois.

    ResponderExcluir

Grandes Taças