SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Técnicos nos pontos corridos

Da Folha de S. Paulo (requer autenticação) e do Globoesporte.com.

O São Paulo possui desde 2003 uma comissão técnica permanente, filosofia que veio da Europa e que chegou ao clube junto ao sistema de pontos corridos do Campeonato Brasileiro.

Desde então o treinador que chega ao clube já encontra uma estrutura montada e pronta para gerar resultados. A única excessão é o cargo de auxiliar técnico que, apesar do clube já contar com Milton Cruz, pode ter a indicação de um segundo que seja da confiança do treinador.

Desde que foi instaurada, a comissão se manteve praticamente inalterada e mesmo que alguém saia a base continua a mesma, facilitando o trabalho.

Mesmo assim trocas de técnicos são inevitáveis e isso ocorreu por seis vezes desde 2003. Nesse ano comandaram o Tricolor Oswaldo de Oliveira e Roberto Rojas. No ano seguinte, em 2004, foi a vez de Cuca e Emerson Leão. Leão continuou em 2005 e conquistou o Paulista, saiu no meio da LIbertadores cedendo lugar a Paulo Autuori, que conquistou a terceira Libertadores do clube e o Tri-mundial. Em 2006 Muricy Ramalho assumiu o time e assim foi até o meio de 2009, quando foi substituído por Ricardo Gomes.

E mesmo com essas seis trocas, apenas a de Muricy Ramalho foi devido a uma demissão, todas as outras foram ou por término de contrato ou por vontade do próprio técnico.

Entre os clubes brasileiros, somente o Inter possui um número igual e após os Inter e São Paulo, vem Palmeiras e Cruzeiro com nove trocas cada. O clube que mais trocou de técnico desde 2003 foi o Fluminense que totaliza 17 trocas.

Só para se ter uma ideia, o Real Madrid, no mesmo período, trocou de técnico por oito vezes. Chelsea cinco vezes e Inter de Milão, três. Assim sendo, o Tricolor Paulista possui uma média próxima à europeia no quesito treinadores.

*Os números do Fluminense e Palmeiras já incluem os substitutos
de
Carlos Alberto Parreira e Vanderlei Luxemburgo.

4 comentários:

  1. Tá certo. Dá uma olhada lá no blog. Coloquei um post sobre um projeto de um "aerotrem" que liga o Morumbi ao aeroporto de Congonhas (na verdade a linha é entre as estações Sao Judas e a São Paulo Morumbi).

    ResponderExcluir
  2. Bom post! No Brasi perdeu manda o Técnico embora, é mais fácil! Sumiu???? Vai no blog!

    ResponderExcluir
  3. Reparem que o autor do post é o Tales hehe

    Desde que me conheço por gente, o SPFC sempre foi mais ou menos assim, salvo raras exceções entre 96-98 e 01-02.

    O último técnico no spfc demitido pela chefia antes do Muricy havia sido quem mesmo? Oswaldo Oliveira? Vadão? Sei que o Cuca pediu pra sair... To em dúvida

    ResponderExcluir
  4. Bem lembrado Michael, até atualizei isso no post...por isso mesmo assim fiz uma ligação entre o clube ter criado uma comissão técnica permanente com o início de uma época mais estável para os técnicos. coisa difícil de se ver no Brasil e até no mundo.

    abraços.

    ResponderExcluir

Grandes Taças