SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

A pré-história do fornecimento esportivo


Antes do patrocínio e fornecimento esportivo da Le Coq Sportif, iniciado em 1980, outras empresas prestaram esse serviço, contudo sequer estampavam suas marcas na frente da camisa tricolor. Aliás, nem se pode dizer que antes disso havia patrocínio...

Na verdade eram empresas contratadas para confeccionar o material ao clube. E mais, não havia contrato de exclusividade. Ou seja, a cada ano o clube poderia usar um material diferente, ou mais de um material por ano, ou ainda cada jogador entrar em campo com uma camisa diferente...

Enfim, tudo dependia dos recursos do clube e da qualidade (duração) de seu vestuário. De 1960 à 1980 é possível identificar quatro empresas que forneciam camisas ao clube. Nos anos sessenta a marca Athleta foi a mais utilizada, ao ponto de jogarem com o uniforme extremamente gasto. Em 1972 sabe-se que a Scratch produziu camisas oficiais.

Posteriormente, em 1974, a Penalty (Empresa Cambuci S/A) entrou no jogo, conforme relata a Revista Oficial do São Paulo nº 108, página 16. Teria ela fornecido material ao Tricolor até a chegada da Le Coq Sportif. Entretanto, a camisa usada pelo SPFC na final do Brasileirão de 1977 fora confeccionada pela Terres - o que só mostra o despreendimento da época.


Agradecimentos a Victor Cordeiro

2 comentários:

Grandes Taças