SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25 de janeiro de 1930
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.
Esquadrão de Aço (30-35), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09).
Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP. CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

segunda-feira, 2 de março de 2009

L'uomo dei record

Ceni, l'uomo dei record - portiere e goleador fedele
Ceni, o homem dos recordes - goleiro e goleador fiel

Por Adriano Seu, para La Gazzetta dello Sport.
Il portiere del San Paulo ha collezionato una serie di record che lo hanno consacrato come un vero e proprio mito nella storia del calcio mondiale. Conosciuto per la grande capacità realizzativa, rappresenta un’autentica bandiera per i tifosi del club paulista, per cui difende la porta da ben 17 anni
O goleiro do São Paulo já colecionou uma série de recordes que o tem consagrado como um verdadeiro e próprio mito na história do futebol mundial. Conhecido pela sua grande capacidade de realização, ele representa uma autêntica bandeira para os torcedores do clube paulista, pelo qual defende a baliza há 17 anos.

Rogerio Ceni, 36 anni, 83 gol all'attivo. Reuters
Rogerio Ceni, 36 anos, 83 gols marcados. Reuters
BUENOS AIRES, 27 febbraio 2009 – Nel Paese che da sempre ha regalato al calcio i migliori attaccanti e fantasisti del panorama mondiale, capita che il vero mito attualmente in attività sia un portiere. Recordman del calcio mondiale per essere l’estremo difensore che ha segnato più gol in carriera ed esempio di fedeltà alla maglia, Rogerio Ceni è riuscito nell’impresa di divenire l’idolo indiscusso dei propri tifosi.
BUENOS AIRES, 27 de Fevereiro de 2009 - Em um país que sempre presenteou o futebol com os melhores atacantes e fantasistas do cenário mundial, acontece que o verdadeiro mito atualmente em atividade é um goleiro. Homem-Recorde do futebol mundial por ser o extremo defensor que mais marcou gols na carreira e por ser exemplo de fidelidade à camisa, Rogério Ceni conseguiu se tornar o ídolo incontestável de sua própria torcida.
L’UOMO DEI RECORD – A leggere i numeri della carriera di Ceni si farebbe fatica a credere che il suo ruolo sia quello di portiere. Con 83 gol all’attivo, frutto di calci di punizione e rigori segnati nell’arco di 17 anni nelle fila del Sao Paulo, secondo l’istituto di storia e statistiche del calcio mondiale (IFFHS) Ceni è il portiere che ha segnato più gol nel corso della propria carriera da professionista. L’estremo difensore del Sao Paulo è di gran lunga davanti a colleghi che gli appassionati di calcio conoscono per le loro capacità realizzative e, più spesso, per le loro doti istrioniche, come il paraguaiano José Luis Felix Chilavert (62 gol), il colombiano René Higuita (41 gol) e il messicano Jorge Campos (40 gol).

Ma oltre a essersi garantito un record difficilmente battibile a livello internazionale (tra quelli citati è l’unico portiere ancora in attività), Ceni vanta un altro primato che lo ha fatto entrare di diritto nella storia del proprio club: con 843 presenze è il giocatore che più volte ha vestito la maglia del Sao Paulo, davanti a Valdir (sic) Peres (anch’egli portiere del “tricolor” dal 1973 al 1984) fermatosi a quota 617. Il nuovo obiettivo di Ceni, che pochi giorni fa ha rinnovato il contratto fino al 2012, è quello di raggiungere le 1000 presenze con il club paulista e, conti alla mano, è prevedibile che riesca nel suo intento.
HOMEM DE RECORDES - Ao se ler os números da carreira de Ceni parece difícil acreditar que o seu papel é o de goleiro. Com 83 gols, frutos de gols de falta e pênaltis marcados nos mais de 17 anos no time do São Paulo, de acordo com o Instituto de História e Estatística do Futebol Mundial (IFFHS), Ceni é o goleiro que marcou mais gols no curso de sua carreira como profissional. O extremo defensor do São Paulo está longe à frente dos colegas de futebol que também são adeptos dessa capacidade criativa e, mais frequentemente, por seu talento histriônico, como o paraguaio José Luis Chilavert Felix (62 gols), o colombiano René Higuita (41) e do mexicano Jorge Campos (40).

Mas além de ter garantido um recorde dificilmente batível a nível internacional (entre os mencionados é o único goleiro ainda em atividade), Ceni tem outro recorde que veio de encontro à história de seu clube: com 843 jogos é o jogador que mais vezes vestiu a camisa do São Paulo, anteriormente, Waldir Peres (também goleiro do “Tricolor” de 1973 a 1984), parou nos 617. A nova meta de Ceni, que há poucos dias renovou o seu contrato até 2012, é chegar a 1.000 jogos com o clube paulista, e, contando a mão, é esperado que tenha sucesso na sua intenção.
UNA STORIA DA PREDESTINATO – Nato a Pato Branco (Stato del Paranà) nel 1973, la storia di Rogério Mücke Ceni è quella di un portiere affermatosi quasi per caso. Dopo aver inziato con tennis e pallavolo (dove raggiunse ottimi risultati a livello giovanile), ha mosso i primi passi nel mondo del pallone con la maglia del Sinop, nello stato del Mato Grosso. All’età di 13 anni, un infortunio del portiere titolare spinse l’allenatore a provarlo come sostituto quando ancora giocava come centrocampista. Nel corso della sua prima partita parò un rigore e si rese protagonista di interventi spettacolari che permisero alla propria squadra di portare a casa un prezioso pareggio, fino alla conquista del campionato statale.

Nel 1990 decise di tentare la fortuna nel Sao Paulo, e durante il provino realizzato con i titolari di allora impressionò l’allenatore con interventi spettacolari, subendo un solo gol da un Leonardo prossimo a sbarcare in Europa. Dopo 3 anni nelle giovanili, nel 1993 firmò il suo primo contratto da professionista nella squadra che è stata (e probabilmente resterà) l’unica della propria carriera da professionista.
A HISTÓRIA DE UM PREDESTINADO - Nascido em Pato Branco (Paraná) em 1973, a história de Rogério Mücke Ceni é a de um goleiro quase que por acidente. Depois de ter-se iniciado com tênis e voleibol (onde teve muito bons resultados ao nível juvenil), deu os primeiros passos no mundo do futebol com a camisa do Sinop, do estado de Mato Grosso. Com 13 anos de idade, um infortúnio do goleiro titular fez o técnico prová-lo como substituto quando ele ainda era somente um meio-campista. No decorrer de sua primeira partida defendeu um pênalti e foi o protagonista de intervenções espetaculares, fazendo sua equipe a levar para casa um valioso resultado, e consequentemente a conquista do campeonato estadual.

Em 1990 ele decidiu tentar a sua sorte no São Paulo e, durante o teste realizado com os titulares da época impressionou o treinador com espectaculares intervenções, sofrendo somente um único gol, de Leonardo - este já próximo de mudar-se para a Europa. Após 3 anos de juniores, em 1993 assinou seu primeiro contrato profissional pela equipe que foi (e provavelmente continuará a ser) a única de sua carreira como profissional.
IDOLO DELLA TORCIDA – Assente dal 4 febbraio per infortunio, i tifosi del Sao Paulo non vedono l’ora che Ceni torni in campo. Il passato 12 dicembre, giorno in cui il “tricolor” è entrato nella storia del calcio brasiliano per essere stato l’unico club capace di vincere 3 campionati consecutivi, il nome del portiere è stato quello più acclamato dalla torcida, ancor più di quello dell’allenatore Muricy Ramalho, che dichiarò di “non poter nemmeno essere comparato a veri e propri idoli del club, quali Telê Santana e Rogério Ceni”. L’attuale presidente del Sao Paulo, Juvenal Juvêncio, nei giorni scorsi ha dichiarato che “quando deciderà di smettere, nessuno toglierà a Ceni un ruolo da dirigente o, addirittura, da presidente”.
ÍDOLO DA TORCIDA - Ausente desde 4 fevereiro por lesão, os torcedores do São Paulo não veem a hora do retorno de Ceni aos gramados. No ultimo 12 dezembro, o dia em que o “tricolor” entrou na história do futebol brasileiro por ser o único clube capaz de ganhar 3 campeonatos consecutivos, o nome do goleiro foi o mais aclamado pela torcida, mais ainda do que o treinador Muricy Ramalho, que disse “não posso sequer ser comparado aos verdadeiros ídolos do clube, como Tele Santana e Rogério Ceni”. O atual presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, nos últimos dias disse que “quando ele decidir sair, ninguem vai negar ao Ceni um papel de gerente ou até mesmo presidente.”

4 comentários:

  1. "Ídolo incontestável de sua própria torcida". Por incrível que pareça isso não é totalmente verdade. Tem sempre uma corneta a questionar sua presença no time quando ele comete alguma falha.

    ResponderExcluir
  2. Mas isso qualquer jogador em qualquer clube.

    De todo modo, discordo de você. Questionar a presença dele no time não significa questionar que ele é ídolo. São coisas diferentes. ;)

    ResponderExcluir
  3. simplesmente o maior ídolo da história do São Paulo.

    ResponderExcluir
  4. Caro Sr. Anônimo, você está correto, mas o que eu quis dizer é que o fato de ocorrerem alguns poucos jogos ruins ou falhas isoladas não pode balizar a decisão de afastar um cara com a importância dele para o comportamento do resto do time - e da torcida.
    O Rogério Ceni, mesmo jogando metade do que ele pode e sabe, tem um peso inestimável para o resto do time. Além de ídolo, ele é um líder.

    ResponderExcluir

Grandes Taças