SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25 de janeiro de 1930
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.
Esquadrão de Aço (30-35), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09).
Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP. CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Pequeña Copa del Mundo

Photobucket

Claro que - por enquanto - o São Paulo Futebol Clube não é pentacampeão mundial... Mas clubes e torcedores adversários cantam que teriam sido campeões em 1951, 1952, etc... Em torneios internacionais realizados no Brasil (Copa Rio).

Oras, torneios amistosos do gênero existiam aos montes nos anos 50 e 60... Um outro exemplo famoso de competição dessa estirpe é a "Pequeña Copa del Mundo - Copa Marcos Pérez Jiménez*".

Foi um torneio realizado na Venezuela de 1952 até 1975, pelo menos e então já em decadência. Ainda assim, comparada com a contraparte nacional foi muito mais tradicional e relevante no cenário internacional.

Diz a RSSSF (Fundação de Pesquisa de Estatísticas de Futebol):

"Não há muita informação conhecida. Foi uma espécie de antecessora da Taça Intercontinental, geralmente de três a oito participantes, metade da Europa e metade da América do Sul. Do lado europeu, a Taça Latina** pode ter sido usada inicialmente como qualificadora para o torneio. Nada se sabe sobre o critério sul-americano de seleção. Após o início dos anos sessenta o torneio perdeu rapidamente o status (já em concorrência com a Intercontinental), como também a qualidade dos participantes diminuiu".

De sua lista de campeões, do período auge da competição, destacam-se:
1952 Real Madrid, Espanha.
1953 Millonarios, Colômbia (1º torneio).
1953 Corinthians, Brasil (2º torneio).
1955 São Paulo, Brasil.
1956 Real Madrid, Espanha.
1957 FC Barcelona, Espanha.

No período seguinte, sagraram-se vencedores:
1963 São Paulo, Brasil.
1965 Benfica, Portugal.
1966 Valencia, Espanha.
1967 Athletic Bilbao, Espanha.

E, por fim, em sua fase decadente:
1969 Sparta Praha, Tchecoslováquia
1970 Vitória de Setúbal, Portugual
1975 Selecionado da Alemanha Oriental.

Eis a campanha Tricolor nos anos em que conquistou o torneio:

16.07.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
LA SALLE Fútbol Club (Venezuela) 4 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; PÉ DE VALSA (VICTOR), BAUER e ALFREDO RAMOS; MAURINHO, DINO SANI, PARAÍBA, TEIXEIRINHA e CANHOTEIRO.

Técnico: VICENTE FEOLA.
Gol: PARAÍBA.
Árbitro: Dellow.
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

21.07.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
Sport Lisboa e BENFICA (Portugal) 0 X 0 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; BAUER (PÉ DE VALSA), ALFREDO RAMOS e TURCÃO; MAURINHO, PARAÍBA (ROQUE), GINO ORLANDO, DINO SANI e TEIXEIRINHA.

Técnico: VICENTE FEOLA.
Não houve gol marcado pelo SPFC nessa partida.
Árbitro: Benito Jackson (Venezuela).
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

24.07.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
VALENCIA Club de Fútbol (Espanha) 0 X 2 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; PÉ DE VALSA, BAUER e TURCÃO; MAURINHO, LANZONINHO (PARAÍBA), GINO ORLANDO (VICTOR), DINO SANI (ROQUE) e TEIXEIRINHA.

Técnico: VICENTE FEOLA.
Gols: DINO SANI; GINO ORLANDO.
Árbitro: Benito Jackson (Venezuela).
Expulso: Teixeirinha.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

26.07.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
Sport Lisboa e BENFICA (Portugal) 2 X 4 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; PÉ DE VALSA, VICTOR e TURCÃO; MAURINHO (ROQUE), LANZONINHO (PARAÍBA), GINO ORLANDO, DINO SANI e TEIXEIRINHA.

Técnico: VICENTE FEOLA.
Gols: LANZONINHO; DINO SANI; MAURINHO; TEIXEIRINHA.
Árbitro desconhecido.
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

30.07.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
LA SALLE Fútbol Club (Venezuela) 1 X 3 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; PÉ DE VALSA, BAUER e TURCÃO; MAURINHO, LANZONINHO, GINO ORLANDO, DINO SANI e TEIXEIRINHA (CANHOTEIRO).

Técnico: VICENTE FEOLA.
Gols: LANZONINHO; GINO ORLANDO (2).
Árbitro: Dellow.
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

04.08.1955 Pequeña Copa del Mundo 1955 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
VALENCIA Club de Fútbol (Espanha) 1 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

JOSÉ POY; DE SORDI e MAURO; PÉ DE VALSA, BAUER e TURCÃO; MAURINHO, LANZONINHO, GINO ORLANDO, DINO SANI e CANHOTEIRO.

Técnico: VICENTE FEOLA.
Gol: GINO ORLANDO.
Árbitro: Benito Jackson (Venezuela).
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público: 15.000 pessoas.
O SPFC sagrou-se vencedor desse torneio.

Em 1963, o São Paulo superou o Real Madrid de Di Stéfano, Evaristo de Macedo, Gento e Puskas:

18.08.1963 Pequeña Copa del Mundo 1963 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
Futebol Clube do PORTO (Portugal) 1 X 2 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

SULY; DELEU, BELLINI e ILZO; ROBERTO DIAS e JURANDIR; FAUSTINO, CECÍLIO MARTÍNEZ, PAGÃO, BENÊ e SABINO.

Técnico: OSVALDO BRANDÃO.
Gols: CECÍLIO MARTÍNEZ; PAGÃO.
Árbitro: Isidro Trapote (Venezuela).
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

23.08.1963 Pequeña Copa del Mundo 1963 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
REAL MADRID Club de Fútbol (Espanha) 1 X 2 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

SPFC: SULY; DELEU, BELLINI e ILZO (RIBERTO); ROBERTO DIAS e JURANDIR; FAUSTINO, CECÍLIO MARTÍNEZ (NONDAS), BENÊ, LEAL e SABINO.

REAL MADRID: ARAQUISTAIN; ISIDRO, SANTAMARÍA, CASADO; MÖLLER, PACHÍN; AMANCIO, F. RUIZ, EVARISTO DE MACEDO, PUSKAS e GENTO.

Técnico SPFC: OSVALDO BRANDÃO.
Gols: PACHÍN / LUCIEN MÖLLER (gol contra); NONDAS.
Árbitro: Benito Jackson (Venezuela).
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público desconhecido.

28.08.1963 Pequeña Copa del Mundo 1963 - Copa Marcos Pérez Jiménez
Caracas (Venezuela). Estádio Universitário de Caracas
REAL MADRID Club de Fútbol (Espanha) 0 X 0 SÃO PAULO Futebol Clube (Brasil)

SPFC: SULY; DELEU, BELLINI e RIBERTO; ROBERTO DIAS e JURANDIR; FAUSTINO, NONDAS, PAGÃO, BENÊ e SABINO.

REAL MADRID: ARAQUISTAIN; ISIDRO, SANTAMARÍA (SUAREZ), CASADO; MÖLLER (ZOCO), PACHÍN; AMANCIO, F. RUIZ, DI STÉFANO (EVARISTO DE MACEDO), PUSKAS e GENTO (BUENO).

Técnico SPFC: OSVALDO BRANDÃO.
Não houve gol marcado pelo SPFC nessa partida.
Árbitro: Isidro Trapote (Venezuela).
Não houve jogador do SPFC expulso nessa partida.
Renda desconhecida.
Público: 16.000 pessoas.
O SPFC sagrou-se vencedor desse torneio.

Como conclusão: É, não adianta. A supremacia Tricolor em termos de conquistas é tanta que causa a estranha "ressurreição" de conquistas dos adversários, talvez em um complexo auto-afirmação. Enfim... Mas, nem assim o São Paulo é deixado para trás.

Cabe dizer também que, o São Paulo nunca sequer cogitou elevar essa conquista ao nivel de um Mundial Interclubes. O São Paulo é um clube sério.

-------------------------------------------------

Notas:
*Marcos Pérez Jiménez foi soldado e presidente da Venezuela de 1952 à 1958.
**Copa Latina, predecessora da Copa dos Campeões da Europa, atual Champions League. Era disputada entre os campeões nacionais de Portugal, Espanha, França e Itália, sendo expandida em 1958 aos demais países europeus.

6 comentários:

  1. time pequeno é foda mesmo :D

    ResponderExcluir
  2. são paulo ganhando tudo mesmo


    rumo ao hexa

    ResponderExcluir
  3. Menudos do Morumbi é ótimo.

    A cara do SP

    ResponderExcluir
  4. Consta que, neste torneio de 1955, o tricolor ganhou nada menos que CINCO troféus, a saber:

    01 Taça Ministro da Educação
    02 Taça Instituto Nacional de Deportes
    03 Taça Colônia Portuguesa
    04 Taça Federación Venezolana de Fútbol
    05 Taça Presidente da República General de Brigada Marcos Perez Jimenez

    Alguém sabe me dizer se foram todos no jogo do título ou se foram nos jogos ao longo da campanha?

    Saudações tricolores.

    ResponderExcluir
  5. Pois é, isso nao está claro. Descobri isso na Revista Tricolor, dessa época. Não explicam como foi, só apresentam as 5 taças numa foto, falando que ganharam tudo lá. Se fosse uma por jogo, ainda faltaria uma hehe. Enfim, não da pra dizer. Por hora.

    ResponderExcluir
  6. Até em "mundiais inventados" o SPFC ganha dos rivais!

    ResponderExcluir

Grandes Taças