SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação: 25 de janeiro de 1930
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.
Esquadrão de Aço (30-35), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09).
Mascote: São Paulo, o santo.
Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).
Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP. CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net
E-mail: site@saopaulofc.net
Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

sábado, 29 de novembro de 2008

O árbitro artilheiro do São Paulo

Por Gilberto Maluf, para o Blog História do Futebol
Presente em: Súmulas de jogos e suas particulariades ao longo das décadas.

01.11.1949 Campeonato Paulista 1949
São Paulo (SP) Estádio Municipal de São Paulo - Pacaembu
SÃO PAULO Futebol Clube (SP) 5 X 0 NACIONAL Atlético Clube (SP)

SÃO PAULO: Mário; Savério e Renato; Bauer, Rui e Jacó; Friaça, Ponce de Leon, Leônidas, Remo e Teixeirinha.

NACIONAL: Fábio; Dedão e Antide; Damasceno, Riveti e Carlos; Plácido, Neca, Jorginho, Bode e Flávio.

Técnico São Paulo: Vicente Feola
Gols: Leônidas (2 - um deles, o do árbitro); Friaça (2); e Ponce de Leon.
Árbitro: Percy Snape (Inglaterra)
Renda: Cr$ 153.045,00.
Público: Desconhecido.

Este jogo se tornou histórico, pois não foi o árbitro José de Assis Aragão o primeiro árbitro a marcar um gol, mas sim o inglês Mr. Snape, que nesta partida se tornou o primeiro “árbitro artilheiro” brasileiro. Eis a ficha técnica e o comentário do jornal da época sobre o episódio:

Depois de um jogo onde predominou amplamante, o tricolor bateu a equipe nacionalista pela contagem de 5 tentos a 0. Deve-se notar contudo que a marcação do 2º e 5º tentos sampaulinos [grafia da época] foi muto contestada, notadamente o último. A linha atacante tricolor desceu para o ataque, Leônidas ao visar o gol atingiu o árbitro com a bola e esta foi aninhar-se nas redes guarnecidas por Fábio. Este tento, porém legítimo, sómente foi contestado pelo inedetismo com que foi marcado

---
O gol foi oficialmente registrado como de Leônidas da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grandes Taças