SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

A Ilha da Madeira - O Canindé

Sede do Canindé e pista de atletismo, 1944 (Rev. São Paulo #14).

De 1944 à 1955 o São Paulo Futebol Clube foi proprietário da área de 70 mil metros quadrados conhecida por Canindé (onde se ergue hoje o Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte, da Associação Portuguesa de Desportos).

Anteriormente o local pertencia a Associação Alemã de Esportes - Deutsch Sportive, a qual vendera a propriedade ao Tricolor sob imposição de condições específicas (Mais detalhes, ver: Fusões e Associações) e ao custo de 740 contos de réis (quatro vezes mais o que se pagou por Leônidas da Silva). Assim, em 1944, o São Paulo deixou de ser sediado na Rua Dom José de Barros, 337 - onde esteve desde 1938 -, passando a ser administrado do Canindé.

Durante todo o período em que esteve sob égide são-paulina, o Canindé nunca recebeu um jogo oficial do clube. Era somente seu "centro de treinamentos" - o primeiro da história do futebol brasileiro (o Toca da Raposa I, cruzeirense e dito o primeiro pela imprensa brasileira, só foi inaugurado nos anos 70).

Repare na imagem de Canhoteiro, ao lado, o campo de treinamentos.

Foi na Ilha da Madeira (apelido do Canindé devido a sua localização às margens da várzea do rio Tietê, que em suas cheias inundava o acesso à sede, ilhando-a). que se deu a maior parte das conquistas tricolores no atletismo - como o hexacampeonato do Troféu Brasil e o duodecacampeonato Paulista.

Em 1952 o São Paulo partiu para seu maior empreendimento, a construção do Morumbi. Assim, em 1955 o clube vendeu a um conselheiro, Wadih Sadi, a sede do Canindé. Entretanto, lá permaneceu, sob autorização do novo dono, até 1956, quando a propriedade fora revendida para a Portuguesa de Desportos.

Enquanto tricolor, o Canindé não possuía arquibancadas (pois como dito, não recebia jogos). Coube a Portuguesa a construção das mesmas, posteriormente. Ainda em 1956, sob sua primeira fase lusitana, o Canindé foi inaugurado oficialmente como estádio em um jogo amistoso entre a nova proprietária e um combinado São Paulo FC/SE Palmeiras: (11/01/1956 - Portuguesa 3 x 2 SPFC/SEP). *

O atual Canindé foi construído no início dos anos 70. Sua inauguração foi em 09 de janeiro de 1972, batizado então como Estádio Independência. Somente em 1984 passou a se chamar Estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte.

Canindé quando de posse da Deutsch Sportive, anos 20.
(note a semelhança da sede principal com a foto de 1944).

*O jogo não consta na lista de jogos oficiais do clube, todavia, tampouco mesmo em minha lista de jogos combinados - provavelmente era um time de segundo quadro.

Veja também:
| Caráter Enciclopédico | Antigos Estádios e Mandos |

Mais imagens:

Fonte: Matheus Altino e Site do Milton Neves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grandes Taças