SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Camisa 22 Telê Eterno

(imagem do Acervo Tricolor e do flog listado, em verdade a vi na SãoPauliNa RP)

Segundo o Jornal Lance!:

"...Cada jogador estará vestindo uma camisa preta, com listras tradicionais do clube no peito (como o uniforme do Rogério Ceni). Na parte de trás estará escrito 'Telê Eterno' e em cada camisa terá o número 22, representando os títulos do técnico no Sampa. Depois, cada atleta irá autografar a camisa, que será enviada à esposa do Telê, Ivonete. O dinheiro arrecadado com as camisas será revertido para uma instituição em Itabirito (MG), cidade onde Telê nasceu."

Segundo a Folha Online:

São Paulo usa camisa em homenagem a Telê Santana

"A diretoria do São Paulo anunciou nesta sexta que vai fazer uma homenagem ao ex-treinador Telê Santana, que morreu no último dia 21, na cidade de Belo Horizonte, devido a falência múltipla dos órgãos.

Antes do início da partida contra o Santa Cruz, neste sábado, às 18h10, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, os jogadores são-paulinos entrarão em campo usando camisa preta com o número 22 nas costas, alusivo aos vinte e dois títulos conquistados pelo ex-treinador no comando do São Paulo.

Além disso, a camisa terá a frase "Telê Eterno" nas costas.

As camisas serão autografadas pelo elenco e doadas a uma instituição que Telê Santana ajudava em Itabirito (MG), sua cidade natal".

Sobre o jogo abençado por Telê:

29 de Abril de 2006.

SÃO PAULO - Com uma atuação fulminante nos primeiros minutos do segundo tempo, o São Paulo goleou o Santa Cruz por 4 a 0 neste sábado, no Morumbi, e assumiu momentaneamente a liderança do Campeonato Brasileiro com seis pontos. A equipe tem a mesma pontuação que o Fluminense, que perde no saldo de gols e enfrenta o Vasco neste domingo, no Maracanã. O Santa Cruz caiu para a penúltima colocação com apenas um ponto ganho.

Na próxima rodada, domingo, o Tricolor disputa o clássico contra o Corinthians. Antes, a equipe enfrenta o Palmeiras, quarta-feira, no Morumbi, pela Taça Libertadores. O Santa Cruz volta a jogar no sábado contra a Ponte Preta pelo Brasileirão.

Antes da partida, o clube fez mais uma homenagem a Telê Santana, que morreu na sexta-feira passada, dia 21 de abril. Os jogadores entraram com uma camisa 22, alusão ao número de títulos que o treinador conquistou pelo time, além da inscrição Telê Eterno acima do número.

Dois tempos distintos

Nos primeiros 45 minutos, o São Paulo foi um time sonolento. Sem Thiago, machucado, a equipe pouco ameaçou o gol defendido por Gilmar. O Santa Cruz também limitou-se a tentar marcar o adversário e o goleiro Rogério Ceni só participou da partida em duas cobranças erradas de falta.

No intervalo, Muricy Ramalho tirou Alex Dias, o substituto de Thiago, e colocou Leandro. E o espírito do Tricolor foi outro. Logo aos três minutos, Souza cruzou da direita, Aloísio fez o pivô e ajeitou para Danilo, que chutou colocado e abriu o placar.

Dois minutos depois, o volante Mineiro arriscou da intermediária e acertou o canto direito do goleiro Gilmar: Tricolor 2 a 0. Com 15 minutos, outro belo gol. Leandro aproveitou rebote na entrada da área e soltou a bomba para fazer o terceiro.

Aos 30 minutos, na terceira tentativa, o goleiro Rogério Ceni fez o quarto gol em uma bela cobrança de falta. Na arquibancada, a torcida fez a festa e mais uma homenagem ao ex-treinador, gritando o nome de Telê.

SÃO PAULO 4 X 0 SANTA CRUZ

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).
Árbitro: Domingo de Jesus Viana Filho (PA).

Cartões amarelos: Osmar (SAN), Fernando Miguel (SAN), Val Baiano (SAN), Josué (SAO), Aloísio (SAO), Valença (SAN)
Cartões vermelhos: Júnior Maranhão (SAN)
Gols: Danilo, aos três, Mineiro, aos cinco, Leandro, aos 15, Rogério Ceni, aos 30 minutos do segundo tempo.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, André Dias e Lugano; Souza, Mineiro, Josué, Danilo (Lenílson) e Júnior (Fábio Santos); Alex Dias (Leandro) e Aloísio.
Técnico: Muricy Ramalho.

SANTA CRUZ
Gilmar; Osmar, Adriano, Valença e Xavier; Júnior Maranhão, Fernando Miguel (Fernando Pilar), Zada e Rosembrick (Alex Oliveira); Carlinhos Bala e Val Baiano (Thiago Gentil).
Técnico: Giba.



Um comentário:

  1. ole, ole, ole, ole,
    Telê, Telê.
    Salve o mestre Telê.
    Saldades.

    ResponderExcluir

Grandes Taças