SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE

CNPJ/MF nº 60.517.984/0001-04
Fundação:
25/27 de janeiro de 1930 (16 de dezembro de 1935).
Apelidos: O Mais Querido, Clube da Fé, SPFC, Tricolor Paulista.

Esquadrão de Aço (30-34), Tigres da Floresta (30-35), Rolo Compressor (38-39, 43-49), Tricolor do Canindé (44-56), Rei da Brasilidade (50-60), Tricolor do Morumbi (60-), Máquina Tricolor (80/81), Tricolaço (80/81), Menudos do Morumbi (85-89), Máquina Mortífera (92/93), Expressinho Tricolor (94), Time de Guerreiros (2005), Soberano (2008), Jason (08-09), 633 Squadron (2009).

Mascote: São Paulo, o santo.

Lema: Pro São Paulo FC Fiant Eximia (Em prol do São Paulo FC façam o melhor).

Endereço: Pr. Roberto Gomes Pedrosa, 1. Morumbi; São Paulo - SP.
CEP: 05653-070.
Site Oficial: www.saopaulofc.net ou www.spfc.com.br

E-mail: site@saopaulofc.net
Departamento Amador: esportesamadores@saopaulofc.net

Telefone: (55-0xx11) 3749-8000. Fax: 3742-7272.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Jogadores à Copa do Mundo

Antes de tudo, vamos às apresentações tradicionais:

São Paulo Futebol Clube
1934: Sylvio Hoffman 1, Armandinho 2, Luizinho 3, Waldemar de Brito 4;
1950: Bauer 5, Rui 6, Noronha 7, Friaça 8;
1954: Mauro 9, Alfredo 10, Bauer 11, Maurinho 12;
1958: De Sordi 13, Mauro 14, Dino Sani 15;
1962: Bellini 16, Jurandir 17;
1966: Bellini 18, Paraná 19;
1970: Gérson 20;
1974: Waldir Peres 21, Mirandinha 22;
1978: Waldir Peres 23, Chicão 24, Zé Sérgio 25;
1982: Waldir Peres 26, Oscar 27, Serginho 28, Renato 29;
1986: Oscar 30, Falcão 31, Müller 32, Careca 33, Silas 34;
1990: Ricardo Rocha 35;
1994: Müller 36, Cafu 37, Zetti 38, Leonardo 39;
1998: Zé Carlos 40, Denílson 41;
2002: Rogério Ceni 42, Belletti 43, Kaká 44;
2006: Rogério Ceni 45, Mineiro 46.

46 convocações de jogadores.
38 jogadores convocados (6 convocados 2 vezes, 1 convocado 3 vezes)*.
*2 vezes: Bauer, Mauro, Bellini, Oscar, Müller e Rogério Ceni
*3 vezes: Waldir Peres.

Botafogo de Futebol e Regatas
1930: Benedicto 1, Pamplona 2, Nilo 3, Carvalho 4;
1934: Pedrosa 5, Germano 6, Octacílio 7, Canalli 8, Ariel 9, Waldyr 10, Martim 11, Carvalho 12, Áttila 13;
1938: Nariz 14, Zezé Procópio 15, Martim 16, Perácio 17, Patesko 18;
1950: Nílton Santos 19;
1954: Nílton Santos 20;
1958: Nílton Santos 21, Didi 22, Garrincha 23;
1962: Nílton Santos 24, Didi 25, Garrincha 26, Amarildo 27, Zagallo 28;
1966: Manga 29, Rildo 30, Gérson 31, Jairzinho 32;
1970: Paulo Cézar 33, Jairzinho 34, Roberto 35;
1974: Marinho Chagas 36, Dirceu 37, Jairzinho 38;
1978: Rodrigues Neto 39, Gil 40;
1982: Paulo Sérgio 41;
1986: Josimar 42, Alemão 43;
1990: Mauro Galvão 44;
1998: Gonçalves 45, Bebeto 46.

46 convocações de jogadores.
37 jogadores convocados (4 convocados 2 vezes, 1 convocado 3 vezes, 1 convocado 4 vezes)*.
*2 vezes: Carvalho, Martim, Didi e Garrincha.
*3 vezes: Jairzinho.
*4 vezes: Nílton Santos.

Esses dados do Botafogo são os considerados por sua torcida como "oficiais".

Ainda há muita controvérsia sobre este tema. Qual time brasileiro mais cedeu jogadores à seleção brasileira de futebol nas Copas do Mundo?

A pergunta feita dessa forma a resposta é a seguinte: São Paulo - 38 jogadores.

Agora, Qual é o time brasileiro que mais vezes cedeu jogadores à seleção brasileira de futebol nas Copas do Mundo?

Empate entre dois times: São Paulo e Botafogo - 46 convocações.

Resultado esse obtido sem muita polêmica (veja mais abaixo, após analise detalhada, o porquê).

Conflito sobre datas de fundação

Um ponto complicado que toma voz nessa discussão é a data de fundação do São Paulo Futebol Clube, afinal, os números do Tricolor de 1930-1935 podem alterar e muito essa coletânea. Não cabe a este tópico discutir o assunto.

Mas deixo uma reflexão, principalmente aos torcedores rivais: Se não consideram o SPFC de 1930-1935, por que consideram os jogadores do Botafogo de antes de 1942? Oras, juridicamente também eram entidades diferentes, o Botafogo Football Club, de antes de 1942, e o Botafogo Futebol e Regatas, pós 42.

E sem os levar em conta, só SPFC/1935 e BFR/1942, a goleada é nossa (42 convocações contra 28).

Conflitos quanto a registros de atletas

Outro ponto que se deve tomar em conta, mesmo que se considere o São Paulo de 1930-1935, é a situação dos atletas são-paulinos de 1934. Neste ano houve uma cissão no futebol brasileiro, entre os profissionais (da FBF) e os amadores (da CBD).

Desde 1933 o futebol de ponta do Estado de São Paulo é profissional. Assim sendo, o São Paulo também o era. Todavia, a FIFA somente reconhecia como entidade nacional a CBD. Dessa maneira, os atletas são-paulinos foram "convencidos" a federar-se diretamente à CBD para que pudessem participar da Copa do Mundo. Enfim, o que quero dizer é: muitas fontes ditas oficiais, por tal motivo, podem não considerar os atletas como sendo jogadores do São Paulo Futebol Clube, e sim, da CBD (o que é um absurdo, mas... nada novo em termos de Brasil).

Mas, fato é fato. Todos podem tomar conhecimento da história verdadeira. Eram atletas do São Paulo e participavam efetivamente de seus jogos imediatamente antes da competição em questão.

Existem outros pontos controversos. Patesko e Germano (este incluído na lista acima) somente estreiaram no Botafogo após a Copa do Mundo de 1934.

Patesko é citado no livro de Conrado Giacomini "Dentre os Grandes, És o Primeiro" como atleta botafoguense, já Germano é omitido. Outras fontes, como o "Livro de Ouro do Futebol Brasileiro", de Celso Unzelte, dizem que Patesko era de fato filiado ao Botafogo, enquanto que Germano era do Flamengo. Entretanto, como dito, ambos estreiaram em jogos do alvinegro somente após a Copa - Germano em 01/07/1934 e Patesko em 16/12/1934).

Pela CBF, Germano era botafoguense (e desde 1928, não 1934); Patesko era da CBD - na realidade, era atleta do Nacional do Uruguai.


Cabe citar também a situação de Araken Patusca na Copa do Mundo de 1930. O jogador desde 1929 se encontrava em litígio federativo - havia se afastado do Santos. No começo do ano seguinte fora contratado pelo São Paulo - recém fundado, tanto que esteve presente no primeiro amistoso/treinamento do time e em amistosos, como o de 13 de maio de 1930 (Vasco da Gama 2 x 1 SPFC, no Rio de Janeiro). Porém, se manteve afastado dos jogos oficiais de competição.

É certo, oficialmente era atleta do clube e havia vestido a camisa do clube em jogo oficial restritivo (amistoso).

Voltando a 1930... Os paulistas boicotearam aquela competição. Somente Patusca, sob um registro pirata (!) pelo Flamengo - com o aval da CBD (algo parecido com o caso de 1934) fez parte do elenco que viajou ao Uruguai.

Importante dizer que para essa Copa do Mundo de 1930 foram convocados do São Paulo os seguintes jogadores, que posteriormente foram impedidos de seguir viagem:

1930: Nestor, Clodô, Luizinho e Friedenreich.

Além de Araken, claro. Enfim, quatro jogadores de inquestionável qualidade. Quem sabe, talvez, não tivesse ocorrido problemas administrativos nos anos das duas primeiras Copas a sorte do Brasil teria sido diferente...

Jogadores Estrangeiros

Quase passa despercebido o fato de que o SPFC também levou jogadores estrangeiros à Copa do Mundo. Segue a lista:

1974: Pedro Rocha (Uruguai) 1 e Pablo Forlán (Uruguai) 2.
1986: Darío Pereyra (Uruguai) 3.
1998: Víctor Hugo Aristizábal (Colômbia) 4.
2006: Neicer Reasco (Equador) 5. *Contratado, mas ainda não havia jogado pelo SPFC.

Atualização e a Verdade

Em suma, finalizando. Caso "atualizássemos" os temas controversos, a listagem inicial seria alterada e a situação seria então a seguinte:

Clube que mais vezes cedeu jogadores à Seleção Brasileira para a Copa do Mundo?

- São Paulo, 47 convocações (além das 4 barradas em 1930 e com Araken Patusca).
contra 46 convocações do Botafogo (Germano ou Patesko em 1934, nunca os dois).

A baixo, a lista refeita:

1930: Araken Patusca 1,
1934: Sylvio Hoffman 2, Armandinho 3, Luizinho 4, Waldemar de Brito 5;
1950: Bauer 6, Rui 7, Noronha 8, Friaça 9;
1954: Mauro 10, Alfredo 11, Bauer 12, Maurinho 13;
1958: De Sordi 14, Mauro 15, Dino Sani 16;
1962: Bellini 17, Jurandir 18;
1966: Bellini 19, Paraná 20;
1970: Gérson 21;
1974: Waldir Peres 22, Mirandinha 23;
1978: Waldir Peres 24, Chicão 25, Zé Sérgio 26;
1982: Waldir Peres 27, Oscar 28, Serginho 29, Renato 30;
1986: Oscar 31, Falcão 32, Müller 33, Careca 34, Silas 35;
1990: Ricardo Rocha 36;
1994: Müller 37, Cafu 38, Zetti 39, Leonardo 40;
1998: Zé Carlos 41, Denílson 42;
2002: Rogério Ceni 43, Belletti 44, Kaká 45;
2006: Rogério Ceni 46, Mineiro 47.

Todos os jogadores do São Paulo FC em Copa do Mundo:

1930: Araken Patusca 1,
1934: Sylvio Hoffman 2, Armandinho 3, Luizinho 4, Waldemar de Brito 5;
1950: Bauer 6, Rui 7, Noronha 8, Friaça 9;
1954: Mauro 10, Alfredo 11, Bauer 12, Maurinho 13;
1958: De Sordi 14, Mauro 15, Dino Sani 16;
1962: Bellini 17, Jurandir 18;
1966: Bellini 19, Paraná 20;
1970: Gérson 21;
1974: Waldir Peres 22, Mirandinha 23, Pedro Rocha (URU) 24, P. Forlán (URU) 25;
1978: Waldir Peres 26, Chicão 27, Zé Sérgio 28;
1982: Waldir Peres 29, Oscar 30, Serginho 31, Renato 32;
1986: Oscar 33, Falcão 34, Müller 35, Careca 36, Silas 37, Darío Pereyra (URU) 38;
1990: Ricardo Rocha 39;
1994: Müller 40, Cafu 41, Zetti 42, Leonardo 43;
1998: Zé Carlos 44, Denílson 45, Víctor Hugo Aristizábal (COL) 46;
2002: Rogério Ceni 47, Belletti 48, Kaká 49;
2006: Rogério Ceni 50, Mineiro 51, Neicer Reasco 52.

Clube que mais cedeu jogadores à Seleção para a Copa do Mundo?

- São Paulo, 39 jogadores (além dos 3 barrados em 1930, pois Luizinho participou posteriormente).

E, como apêndice, alguns fatos inquestionáveis, absolutos...

Clube que mais obteve jogadores Campeões do Mundo pela Seleção?

São Paulo, 13 jogadores (contra 8 do Botafogo).

1958: De Sordi 1, Mauro 2, Dino Sani 3;
1962: Bellini 4, Jurandir 5;
1970: Gérson 6;
1994: Müller 7, Cafu 8, Zetti 9, Leonardo 10;
2002: Rogério Ceni 11, Belletti 12, Kaká 13;

Clube que obteve mais vezes jogadores Campeões do Mundo pela Seleção?

São Paulo, 13 vezes (contra 11 vezes do Botafogo).

1958: De Sordi 1, Mauro 2, Dino Sani 3;
1962: Bellini 4, Jurandir 5;
1970: Gérson 6;
1994: Müller 7, Cafu 8, Zetti 9, Leonardo 10;
2002: Rogério Ceni 11, Belletti 12, Kaká 13;

No fim das contas, visivelmente se sobressaltam dois fatos:

- Desde 98 ninguém é convocado pelo Botafogo.
- Desde 50, a primeira Copa do Mundo após a Segunda Guerra Mundial, sempre algum Tricolor está presente na Copa do Mundo (É o único time do mundo a realizar tal fato).

Finalizando, uma coleção de imagens da CBF sobre as Copas do Mundo, com destaque para as convocatórias - que comprovam tudo o que foi dito acima:

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Como complemento: Os números de camisa usados por cada jogador do SPFC nas Copas (Lembrando que tal prática só apareceu no mundial de seleções em 1954):

1954: Mauro 15, Alfredo 13, Bauer 6, Maurinho 17;
1958: De Sordi 14, Mauro 16, Dino Sani 5;
1962: Bellini 13, Jurandir 14;
1966: Bellini 3, Paraná 19;
1970: Gérson 8;
1974: Waldir Peres 22, Mirandinha 19;
1978: Waldir Peres 22, Chicão 21, Zé Sérgio 7;
1982: Waldir Peres 1, Oscar 3, Serginho 9, Renato 19;
1986: Oscar 3, Falcão 5, Müller 7, Careca 9, Silas 20;
1990: Ricardo Rocha 19;
1994: Müller 19, Cafu 14, Zetti 12, Leonardo 16;
1998: Zé Carlos 13, Denílson 19;
2002: Rogério Ceni 22, Belletti 13, Kaká 23;
2006: Rogério Ceni 12, Mineiro 18.

Fontes:
Revista Placar Especial - Almanaque das Copas (1998).
Revista Placar nº 1166, agosto de 2000.
Lance! Guia da Copa 2006.
O Livro de Ouro do Futebol, de Celso Unzelte (2002) - Scans 1 e 2.
Dentre os Grandes, És o Primeiro, de Conrado Giacomini (2005).


38 comentários:

  1. Olá!

    Está na hora de atualizar essa contagem! Depois disso já tiveram várias convocações de jogadores São-paulinos (Breno, Alex Silva, Adriano, Hernanes, Miranda) para a Seleção.

    Os entendidos do assunto podiam dar uma força!

    Abraços ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá Mariana, obrigado pela visita hehe

    esse topico é somente para os que foram à Copa do Mundo hehe...

    O tópico sobre os jogadores do SPFC em seleções de modo em geral é esse:
    http://spfcpedia.blogspot.com/2008/08/jogadores-do-spfc-em-selees.html

    Que será atualizado se o Miranda entrar em campo hehe....

    Abraços o/

    ResponderExcluir
  3. Michael,
    Outra fonte boa é o site da CBF, lá diz que araken estava no SPFC na época da copa. Diz tb que tanto Patesko quanto Germano jogavam no Botafogo. Porém diz que Germano somente jogou pelo Botafogo...não cita o Flamengo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Tales, ola cara. Bem vindo.

    Onde isso? to procurando lá, mas na seção da copa de 30
    http://www.cbf.com.br/brasil/copas/1930.gif
    Araken aparece como CBD, como imaginava.

    Os atletas do SPFC de 34 também como da CBD, Patesko tambem, e Germano como Bota.
    http://www.cbf.com.br/brasil/copas/1934.gif

    O Patesko, pelo que vi pela ficha dele, era atleta do Nacional do URU em 34, e por isso era atleta CBD...

    Vejo que a info do Germano, que coletei num site botafoguense pode estar equivocada, dizia que ele só havia estreado posteriormente, mas acho que entendi. Ele era atleta do Botafogo nas categorias de base desde 1928...

    Cara, muito obrigado, valeu muito pela dica, isso vai me ajudar bastante, em breve vo atualizar.

    ResponderExcluir
  5. Alterei uma coisa: Retirei o que falava sobre o Gérson, jogador do SPFC. Ele já era do SPFC desde 1969. Estreou no Robertão de 1969...

    ResponderExcluir
  6. Rapaz... é muita pesquisa e alguns detalhes a serem muito bem analisados.

    Tava lendo e, de repente, me enrolei e tive de reler as frases ("quem mais cedeu jogadores" e "quem mais VEZES cedeu jogadores") para tentar descobrir onde tava a diferença... :D

    O chato de entrar numa discussão desta é que acho complicado aceitarem a contagem referente aos jogadores do São Paulo Futebol Clube fundado em 1930. Claro que, para nós são-paulinos, é inquestionável a presença deles em Copas como atletas do Tricolor.

    Mas a mídia e torcedores em geral, tratam o SPFC com surgimento a partir de 1935 fazendo, assim, questão de esquecer os grandes craques e as glórias do SPFC extinto.

    Quando se discutir isso, teremos de abrir esse parênteses.

    ResponderExcluir
  7. Eita, ainda tem imagens off-line. Espero que depois do dia 8 voltem. Desculpe hehe

    O interessante disso tudo, Bruno, é vermos Botafoguenses reclamando que alguns são paulinos contam isso desde 1930 e esquecem que eles, antes dos anos 40, também eram outro clube, pois o atual clube, Botafogo FR, também é uma entidade jurídica diferente (fruto da fusão do Botafogo FC e do CR Botafogo).

    Logo, teriam menos jogadores convocados também. Mas isso, não veem.

    ResponderExcluir
  8. Michel, tenho uma dúvida: o Raí não jogou a Copa de 1994? Não vejo o nome dele na sua lista.

    Saudações São Paulinas

    Luiz Eduardo

    ResponderExcluir
  9. Luiz Eduardo, tudo bem?

    Então, o Rai saiu do São Paulo após a conquista da Libertadores de 1993, não chegou nem a disputar o mundial de 1993. Em 1994, na epoca da copa, ele já completava 1 ano de Paris Saint-Germain, da França...

    ResponderExcluir
  10. Cara,no site do São Paulo diz que o São Paulo da Floresta foi extinto (não houve fusão ou qualquer outra alteração jurídida) e que alguns sócios criaram um novo clube, diferente do caso do Botafogo onde dois clubes se uniram.

    ResponderExcluir
  11. ué, no caso do botafogo: pra fazerem um novo tiveram que extinguir os antigos... tanto que nao existem mais o botafogo futebol clube nem o clube de regatas botafogo.

    se nao foi isso, nao foi fusao, foi absorção, um clube absorveu o outro.

    e sabemos que nao foi isso.

    e o spfc foi mesmo extinto, mas em uma fusao sim, fusao com o clube de regatas tiete... que deu no clube chamado tiete-sao paulo.

    ResponderExcluir
  12. O Denílson ainda era do São Paulo na Copa de 98? E o Leonardo em 94?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Eram sim. Denilson fez seu ultimo jogo pelo spfc antes da copa, mas só se apresentou ao novo clube, depois, e durante, ainda estava com contrato com o SPFC.

    Leonardo já nao lembro tao bem, mas a propria CBF diz isso tb: http://s482.photobucket.com/albums/rr182/spfcpedia4/cbf/1994.gif

    ResponderExcluir
  14. Adicionei a seguinte passagem:

    Mas deixo uma reflexão, principalmente aos torcedores rivais: Se não consideram o SPFC de 1930-1935, por que consideram os jogadores do Botafogo de antes de 1942? Oras, juridicamente também eram entidades diferentes, o Botafogo Football Club, de antes de 1942, e o Botafogo Futebol e Regatas, pós 42.

    E sem os levar em conta, só SPFC/1935 e BFR/1942, a goleada é nossa (42 convocados contra 28).

    ResponderExcluir
  15. Sobre a numeração dos jogadores, acho que, em 2002, o Belleti era 13, o Kaká 23 e o Rogério 22.

    Na Wikipédia também está assim.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Predefinição:Seleção_Brasileira_de_Futebol_de_2002

    ResponderExcluir
  16. E então, Michael, confirma esses números?

    ResponderExcluir
  17. Opa, tinha visto a msg, tinha lembrando que tinha esquecido de responder e esqueci novamente haha.

    Então. Os numeros de 2002 estao omissos nos guias que tenho (Placar e Lance!), o RC fui pelo obvio, e ao visto ta errado. Vou ir na da wikipedia mesmo, mas tb nao garanto...

    Valeu, abraços.

    ResponderExcluir
  18. Aliás, vou atualizar uma coisa: Araken era do SPFC mesmo e TINHA JOGADO NO SPFC ANTES DA COPA SIM.

    Encontrei uma ficha com ele presente, contra o Vasco, em maio de 30. Aliás, nao sei como eu nao vi isso antes, eu ja tinha esse jogo.. Falha minha

    Atualizado. E re-upei o topico. Para quem nao viu ver. E também pq nao ando com tempo de preparar nada decente pra postar.

    ResponderExcluir
  19. O Kaká era o 23 mesmo. Aqui fala: http://msn.lancenet.com.br/noticias/09-06-09/559915.stm

    E em outras notícias também.

    ResponderExcluir
  20. Vamos ficar na torcida pelo Miranda para a Copa de 2010 e outros.

    ResponderExcluir
  21. Michael

    E estrangeiros que foram pra Mundialquando jogavamno SPFC?

    Só Pedro Rocha e Forlán em 74?Dario Pereyra disputou a Copa em 86?

    ResponderExcluir
  22. Bem, sim, Forlán e Pedro Rocha estavam em 74. Dario Pereyra jogou dois jogos em 86, o ultimo da primeira fase e o da segunda, que foram eliminados.

    Ariztizabal tambem jogou em 98.

    Boa lembrança, vou adicionar.

    ResponderExcluir
  23. Bem lembrado... E os sul-americanos do final dos anos 40 (Sastre e Poy não, pois a Argentina não veio à Copa de 50, mas, e Ponce de Leon)?

    E o Gerson... aparece em muitos textos como contratado em 1970 e estreado após a Copa. Novidade valiosa saber que ele estava no clube antes. Um craque. Porém, duas coisas contra;
    1. Abaixou a cabeça numa cobrança de falta que deu o título de 71 ao Atlético.
    2. Fez uma propaganda para cigarro que "consagrou" a Lei de Gerson (levar vantagem em tudo).

    ResponderExcluir
  24. Ponce de León era carioca da gema. Ao contrário do que dizem. E toda forma, a Argentina não disputou em 50.

    Sobre o Gérson. Só pra constar a data certinha de sua estréia: 21 de setembro de 1969, como disse nos comentários acima, pelo Robertão.

    Sobre os cigarros, nem vejo tanto mal - a campanha só se aproveitou do que a população brasileira ja consagrava faz tempo.

    ResponderExcluir
  25. Mas, a expressão Lei de Gérson ficou.

    ResponderExcluir
  26. O São Paulo já foi mais à Copa que muita seleção por aí.
    Torço pelo Lugano, apesar dele não estar mais no Morumnbi.

    ResponderExcluir
  27. O Zé Carlos (1998) foi uma surpresa na época. Fez um bom Paulista aquele ano e foi até campeão. Por onde será que anda?

    ResponderExcluir
  28. Olha quanto cara do SP o Telê chamou em 82 e 86!!!! Uma história que, um dia, daria certo.

    ResponderExcluir
  29. O SPFC só não apareceu na Copa de 38. A Inglaterra, a Argentina, a França e o Uruguai apareceram menos vezes.

    ResponderExcluir
  30. spfc e bom d + para estar na boca de lixo nao e mesmo woshington,jorge vagner........

    ResponderExcluir
  31. Opa! Pelo visto ninguém em 2010... E ainda tem o Cruzeiro pela frente agora! Vamos Cruzeiro!

    ResponderExcluir
  32. é... terei que retirar a passagem que fala que desde 1950 sempre tinha alguem do SPFC lá.

    LUTO

    ResponderExcluir
  33. O Cruzeiro é forte também (atualidade e tradição), mas meu Tricolor me surpreendeu no 1º jogo. Se passarmos, significa que crescemos na competição.

    ResponderExcluir
  34. 1958: Nílton Santos 21[TITULAR], Didi 22[TITULAR], Garrincha 23[TITULAR];
    1962: Nílton Santos 24[TITULAR], Didi 25[TITULAR], Garrincha 26[TITULAR, MELHOR DA COPA E ARTILHEIRO], Amarildo 27[TITULAR APÓS CONTUSÃO DE PELÉ], Zagallo 28[TITULAR];
    1970: Paulo Cézar 33, Jairzinho 34[TITULAR, GOL EM TODOS OS JOGOS], Roberto 35;

    1958: De Sordi 1 [TITULAR, Não jogou a final], Mauro [RESERVA], Dino Sani 3[RESERVA];
    1962: Bellini 4[RESERVA para o MAURO], Jurandir 5[RESERVA];
    1970: Gérson 6 [TITULAR, UFA! Na final Tambem];
    1994: Müller 7[RESERVA], Cafu 8[RESERVA], Zetti 9[RESERVA], Leonardo 10[EXPULSO];
    2002: Rogério Ceni 11[RESERVA], Belletti 12[RESERVA], Kaká 13[RESERVA];

    O Gerson em 70 por exemplo chegou a copa pelo que fez no Botafogo e não no São Paulo que só foi campeão paulista, enquanto no Botafogo conquistou a Taça Brasil de 68, Taça de Paris e quadrangulares nas viagens.

    Ou seja, o único jogador do São Paulo jogando uma final de copa de mundo em que o Brasil foi campeão foi o Gerson, que chegou até lá pelo que fez no Botafogo. Bacana não?

    HAHAHAHAHHAHAHAHAHHAAHAHAHA

    ResponderExcluir
  35. O texto está causando rebuliço e melindre em recalcados por ai? Fazendo efeito. Voltem sempre. Mas ofensas são deletadas. Argumentos, como o de cima. São aceitos.

    Ponto positivo Pedro Souto.

    ResponderExcluir
  36. kkkkkkkkkkkkkkk

    brincadeira, vcs contam estrangeiros tbm? kkkkk

    poe o loco abreu pra conta ai então

    ResponderExcluir
  37. nao sabe ler e ver que estão separados?

    ResponderExcluir
  38. Acho que a marca maior do Botafogo é a quantidade de campeões mundiais titulares: seriam 9 jogadores, contando Amarildo, que entrou no segundo ou terceiro jogo. Roberto Miranda e Paulo Cesar Caju entraram em vários jogos da seleção de 70, mas eram efetivamente reservas.
    O Santos também teve muitos jogadores titulares nas seleções que foram venceram mundiais, mas não chegam a 9 jogadores. Metade dos jogadores de linha em 1962 eram jogadores do Botafogo, realmente uma marca. Além do comando da comissão técnica de 1970 ser alvinegra, portanto, a forma de jogar era botafoguense, seja com Saldanha, seja com Zagallo(o tradicional toque de bola).
    No final das contas vejo Botafogo, São Paulo e Santos como os clubes,que por várias razões, algumas de força de época, são os grandes clubes ligados à seleção brasileira.
    Outras forças gigantes do futebol brasileiro, como Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Inter, Gremio, Cruzeiro, etc...não tem essa ligação. Se a seleção de 1950 tivesse vencido, o Vasco estaria no meio dessa turma.

    ResponderExcluir

Grandes Taças